Legislação e Documentos Revista ESCADA

Campanha Zica Zero

Sinepe/PR mobiliza escolas particulares do estado a participarem da Campanha Zika Zero

Pacto da Educação Brasileira de Combate ao Zika propõe às escolas de todo país que promovam debates, distribuição de panfletos e ações que busquem eliminar o mosquito transmissor da doença.

O aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti e de suas cruéis consequências - a Dengue, a Febre Chikungunya e a transmissão do vírus Zika, sendo este último relacionado aos casos de microcefalias - levou o Brasil a uma grave emergência de saúde pública. E diante da possibilidade de uma desastrosa epidemia, o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe/PR), em conjunto com a Federação Nacional das Escolas Particulares (FENEP), mobiliza as instituições da rede privada no Paraná a participarem da Campanha Zika Zero.

A FENEP assinou o Pacto da Educação Brasileira de Combate ao Zika, que já conta com o engajamento de outras entidades e do Ministério da Educação (MEC). A ideia da campanha é tornar a escola o centro de conscientização da comunidade (interna e externa) para o combate à proliferação do mosquito Aedes aegypt.

No estado, o Sinepe/PR mobiliza as escolas particulares a participarem da campanha e, especialmente nesta sexta-feira, dia 19 de fevereiro, a promoverem debates, distribuição de panfletos informativos e ações que envolvam a comunidade do entorno dos estabelecimentos de ensino.

O Sinepe/PR já disponibilizou, a partir desta terça-feira (16), o material completo da Campanha Zika Zero nos links abaixo, Boletim Online e Fanpage (https://www.facebook.com/sinepepr/). As escolas interessadas podem baixar o material para impressão.

"O apelo do governo é o mesmo da FENEP e do Sinepe/PR. Vamos todos nos mobilizar em favor da vida, porque um mosquito não tem mais força que um País inteiro", reforça o presidente do Sinepe/PR, Jacir J. Venturi.

O Zika gera um comprometimento muito grave no sistema nervoso central, impondo condição de deficiência cerebral profunda e permanente nos bebês das mulheres grávidas que contraírem o vírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem uma previsão inicial de que 4 milhões de pessoas apresentarão o diagnóstico do Zika, sendo 1,5 milhão delas no Brasil, que poderão ser afetadas pelos riscos dessa epidemia.

O mosquito já está presente em mais de 100 países de clima tropical e já há confirmação de vírus Zika em 23 deles. Como trata-se de um diagnóstico recente, não há um horizonte previsível e seguro para uma vacina. O único instrumento eficiente, no momento, para impedir a proliferação do mosquito é a prevenção, atuando sobre o foco-criadouro do mosquito, que é essencialmente a água parada.

Material da Campanha Zika Zero

Folder
Filipeta
Guia para eliminar os criadouros em sua casa
Carta aos Diretores
Carta aos Professores
Carta aos Secretarios
Carta aos Trabalhadores da Educação
Carta aos Estudantes da Educação Básica
Carta aos Estudantes Universitários
Carta para Família

 


Rua Guararapes, 2.028 - Vila Izabel - Curitiba/PR - 80320-210 - Telefone: (41) 3078-6933 - Fax: 3078-6934 - E-mail: sinepe@sinepepr.org.br
SINEPE/PR © 2009. Todos os direitos reservados